Uma agência de viagens chamada Ministério dos Povos Indígenas

O Ministério dos Povos Indígenas gastou 11 milhões de reais com o pagamento de passagens aéreas e hospedagens desde 2023

Por: O Antagonista

O Ministério dos Povos Indígenas gastou aproximadamente 11 milhões de reais com o pagamento de passagens aéreas e hospedagens a não servidores desde o início da gestão Sônia Guajajara. Os dados levam em consideração os dispêndios até maio deste ano.

Segundo informações do Portal da Transparência obtidas por O Antagonista, somente com o pagamento de diárias, a pasta gastou 6,9 milhões de reais de janeiro de 2023 até maio deste ano. Em média, o Ministério dos Povos Indígenas gastou 3,6 mil reais em diárias por viagem.

Em relação às passagens aéreas, a pasta já adquiriu 2 mil trechos e gastou 4 milhões de reais. Em média, cada trecho (aéreo ou de ônibus) custou à pasta 1,8 mil reais.

Segundo dados obtidos por O Antagonista, a pessoa que mais viajou pela pasta foi Hone Riquison Pereira Sobrinho, mais conhecido como Hony Sobrinho. O ativista de 27 anos é amigo da ministra Sonia Guajajara. Somente ele teve 23 viagens custeadas pelo ministério no período.

As viagens de Hony Sobrinho já são alvo de procedimento investigatório junto ao Tribunal de Contas da União (TCU). Neste momento, o caso está em fase de diligência por parte de integrantes do TCU. A investigação está nas mãos do ministro Jhonatan de Jesus.

Durante reuniões e encontros promovidos por Sonia Guajajara, Hone é apresentado como assessor especial da ministra, uma espécie de braço-direito da ativista.

O pagamento de diárias ou passagens a colaboradores eventuais não é proibido. Essa figura trata-se de um prestador de serviços à União, que não possui vínculo empregatício com o Serviço Público Federal, exercendo as atividades voltadas para a realização de cursos, palestras, seminários e outros eventos similares.

Apesar dos gastos, o governo Lula não tem feito um trabalho exemplar na demarcação de terras indígenas.

Lula anunciou em 18 de abril, por exemplo, a demarcação de duas novas terras indígenas, em cerimônia na sede do Ministério da Justiça. A expectativa era de homologação de seis terras.

Verifique também

Fala Cabrobó: Primeiro evento de participação do pré-candidato a prefeito Doutor Lucas Novaes

Ontem, nossa comunidade teve a honra de participar do evento “Fala Cabrobó”, que contou com …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *