Fenearte: SCJ-PE oferece espaço para evitar o trabalho infantil de filhos de ambulantes durante a feira

Com o objetivo de combater a exploração do trabalho infantil, durante a 24ª edição da Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), a Secretaria da Criança e Juventude de Pernambuco, em parceria com as Prefeituras de Olinda e Recife, leva para a Feira o Espaço Cidadania, projeto de proteção com capacidade para receber diariamente 100 crianças e adolescentes entre 4 e 13 anos que estão expostos ao trabalho infantil nas ruas ao redor do Centro de Convenções de Pernambuco. O equipamento funcionará das 14h às 22h30, de segunda a sexta-feira, e das 10h às 22h30, nos finais de semana.

A estrutura ficará localizada na parte superior do Centro de Convenções, em frente ao Teatro Guararapes, durante todos os dias de feira (03 a 14 de julho), e contará com um ambiente acolhedor, incluindo brinquedos e materiais pedagógicos, com o objetivo de proporcionar uma experiência significativa para as crianças e adolescentes atendidos.

Para o secretário da Criança e Juventude, Ismênio Bezerra, por mais que alguns pais achem natural, o trabalho infantil compromete o desenvolvimento físico e emocional das crianças, além de expô-las à situações de risco e vulnerabilidade. “O excesso de responsabilidade no momento inadequado tira desse público a oportunidade de crescer e se desenvolver em sua plenitude. O Espaço Cidadania funcionará justamente para que eles possam ser crianças e jovens, enquanto os adultos estão provendo o sustento da família”, acrescentou o gestor.

O projeto está na sua décima segunda edição e contará com os atendimentos realizados em colaboração com as secretarias de assistência dos municípios parceiros. As ações dentro do espaço, como acolhimento, cadastro, identificação com pulseiras e atendimento das crianças e adolescentes, são de responsabilidade do município de Olinda. As abordagens realizadas no espaço externo da feira são feitas pela prefeitura do Recife.

Cerca de 125 profissionais trabalharão na sensibilização dos pais e responsáveis ambulantes para que deixem seus filhos no Espaço de Proteção enquanto trabalham, além de realizarem o acolhimento e cuidado das crianças e adolescentes. Para cadastrar uma criança, o responsável preencherá um formulário com informações pessoais da criança. O espaço oferecerá alimentação diária para as crianças e adolescentes: lanche a partir das 15h e jantar a partir das 18h. Aos finais de semana, o almoço será servido a partir das 12h.

A Secretaria Estadual de Cultura promoverá diariamente apresentações culturais às 17h no espaço. Nos dias 11 e 12, das 15h às 17h, serão oferecidas oficinas com a temática “Explorando e Criando o Som” pelo Instituto Conceição Moura. A Secretaria Estadual de Meio Ambiente e a CPRH realizarão atividades com foco na preservação do meio ambiente, com horário e dias ainda a definir.

Fotos: Divulgação/SCJ-PE

Verifique também

Raquel Lyra em alta na disputa pela prefeitura de Ipubi; os três concorrentes integram a base da governadora

A governadora de Pernambuco, Raquel Lyra (PSDB), vive momento excepcional na cidade de Ipubi. Os …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *