Em Petrolina-PE, mulheres criam canal no Youtube para falar sobre danças sensuais e estimular empoderamento feminino

Um espaço online para falar sobre danças sensuais e difundir a autoconfiança, o amor próprio e a autoestima, entre as mulheres. É a proposta do canal que acaba de ser lançado no Youtube. Um projeto inédito que nasce em Petrolina-PE e visa ultrapassar barreiras e alcançar outras partes do país e do mundo.

Link: www.youtube.com/@akamillaalves

A iniciativa surge a partir da parceria entre duas mulheres, Munique Barreto, cineasta e escritora de temas femininos, e Kamilla Alves, dançarina e coreógrafa que já atua há 10 anos com danças femininas e é pioneira do Stiletto (dança com salto) em Petrolina. Para ela, a concretização do projeto é a realização de um sonho antigo, de falar sobre os tabus que existem em torno das danças sensuais.

“Muita gente tem uma ideia errada sobre dança sensual, acha que é para agradar alguém.  Mas, na verdade, o meu trabalho é fazer com que as mulheres se amem e se conheçam. Não apenas mulheres, homens também! E o intuito desse canal é levar essa mensagem pro mundo”, pontua Kamilla.

Ao todo, serão disponibilizados 10 vídeos, gravados em alta qualidade, que incluirão aulas de danças sensuais – como Stiletto, Pole dance e Chair Dance, dicas sobre movimentos, coreografias e figurino, além de conversas sobre empoderamento feminino e liberdade. O canal servirá ainda como uma grande comunidade online para reunir mulheres que poderão acessar o conteúdo de qualquer localidade e compartilhar opiniões e vivências.

De um sonho no papel para um projeto no edital Paulo Gustavo, que viabiliza recursos para a execução de projetos culturais em todo o país. E a idealizadora por trás disso tudo foi Munique Barreto, que enxergou na ideia de Kamilla uma oportunidade para produzir um conteúdo feito por mulheres e para mulheres de todo o mundo.

“Ela me contou um segredo dela que era de ter um canal. Esse sonho ficou guardado no meu coração. Filmar e dirigir esse projeto foi uma experiência incrível… A maior parte dos meus trabalhos são voltados para mulheres, e me conecto muito com a abordagem de empoderamento feminino que Kamilla traz na sua arte. Esse canal será o início de um grande movimento de liberdade… não apenas para as danças sensuais, mas para tudo que escolhermos… não apenas para as mulheres, mas para todas as formas de existir”, destaca Munique.

O tema do primeiro vídeo, lançado nesta quarta-feira (03), é “Por que as danças sensuais incomodam?”. Pensando na acessibilidade, todas as produções audiovisuais contam com intérprete de Libras e audiodescrição.

Acesse agora: CANAL DO YOUTUBE.

Este projeto foi contemplado pela Lei Paulo Gustavo, via Ministério da Cultura e Secretaria de Educação, Cultura e Esportes de Petrolina.

Bia Braga | Comunicação

Verifique também

Últimas vagas para o V Seminário de Gestão e inovação empresarial; o evento será no próximo dia 31 em Petrolina-PE

No próximo dia 31 de julho, Petrolina-PE sediará a 5ª edição do Seminário de Gestão …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *