CPRH e Ibama repatriam 98 animais para Bahia e São Paulo

A Agência Estadual de Meio Ambiente – CPRH, em parceria com o Ibama, realizou na última quinta-feira (27), a repatriação de 98 animais que estavam sob os cuidados do Centro de Triagem e Reabilitação de Animais Silvestres – Cetras Tangará, unidade gerida pela CPRH, e que não são originários da fauna pernambucana. Os animais, parte deles foram levados para o Sul da Bahia, onde passarão por nova avaliação, outros seguiram para o estado de São Paulo. Entre as espécies, Araras Vermelhas, bicudos, papagaio de peito Roxo, coleirinhos e ararajuba.

As araras-vermelhas e a ararajuba serão integradas em projetos de conservação das espécies. “Esses animais estão sendo enviados para áreas onde não existem mais em vida livre. A Ararajuba, por exemplo, é uma espécie ameaçada de extinção. Esses animais serão importantes para os projetos de conservação e para manutenção das espécies em seus habitats de origem.”, explicou Joice Brito, gestora do Cetras.

Ao todo, foram repatriadas 16 araras vermelhas, 65 coleiros, seis bicudos, quatro arapongas, um tie tinga, uma ararajuba, um papagaio de peito roxo, e quatro pintassilgos mineiro. Os animais chegaram ao Cetras através de ações de fiscalização, apreensão ou entrega voluntária. Antes da repatriação eles passaram por um processo de avaliação, exames, tratamento e reabilitação.

Verifique também

Vermelhou: Frente Popular escolhe Luciara de Nemias e Paulino para prefeitura de custódia

Estão definidos os nomes que representarão a Frente Popular de Custódia, formada pelos partidos PSB, …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *