Com sorriso no rosto, moradores da zona rural de Petrolina comemoram entrega de casas

12 famílias das comunidades dos sítios Alegria; Baixa do Meio; Santa Maria; Poço dos Dantas; Primazia; Cachoeira e Miradouro, do Distrito de Cristália realizaram o sonho da casa própria. A felicidade foi vista estampada nos rostos de cada família que recebeu o imóvel. Isso só foi viável graças ao investimento de cerca de R$ 190 mil da Prefeitura de Petrolina, através da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Habitação e Sustentabilidade (Sedurbhs), destinados à finalização das obras. As entregas ocorreram na última sexta-feira (28), no Sítio Alegria e os imóveis fazem parte do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR).

Era possível perceber a satisfação das pessoas ao receber a chave da casa, como a da senhora Maria Alice Batista do Santos, que reside no Sítio Alegria. “Nunca tive uma casa, um lugarzinho para chamar de meu, mas agora eu tenho. Quando a gente chega a uma certa idade, precisamos de mais sossego, conforto e tranquilidade, e é o que eu espero agora. Agradeço a gestão municipal por nos entregar esse bem tão valioso para minha vida”, comemorou Maria.

“Eu morava numa casa de taipa. Hoje é um inicio de uma nova fase da minha vida. Acredite se quiser, mas tomar banho no chuveiro é bom demais. Porque isso no interior é luxo. É bom demais. Não tem coisa melhor na vida do que ver água caindo na torneira. Estou muito feliz”, celebrou Jacira Cardoso Viana, que mora no Sítio Baixa do Meio.

Cada residência tem uma área total de aproximadamente 54m². O imóvel é formado por sala, dois quartos, banheiro, cozinha e uma área de serviço. O banheiro é forrado e equipado com chuveiro. O imóvel ainda possui uma caixa d’água de 500 litros, calçada ao redor, fossa séptica, sumidouro e acessibilidade para deficientes físicos. Cada unidade habitacional conta com uma cisterna para armazenamento de água.

O programa

Regulamentado pela Portaria Nº 366, de 7 de junho de 2018, o Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR) objetiva a produção ou reforma de imóveis aos agricultores familiares e trabalhadores rurais com repasse de recursos do Orçamento Geral da União (OGU) ou de financiamento habitacional com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Entre os requisitos para que as construções sejam possíveis, está o de que a terra onde o imóvel é construído seja local de moradia e produção, resultado do trabalho do beneficiário ou da família.

Assessoria de Imprensa da Secretariade Desenvolvimento Urbano, Habitação e Sustentabilidade

Verifique também

Cidades da Bahia registram tremores de terra nesta quarta; tremor de 3.6 mR foi registrado no distrito de Pilar

A Bahia registrou dois eventos sísmicos nesta quarta-feira (24), detectados pelo Laboratório Sismológico da Universidade …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *