Aluna cobra Lula na cara por inaugurar campus incompleto

A estudante de Direito Jamilly Fernandes Assis cobrou publicamente nesta 6ª feira (6.jul.2024) o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por uma série de obras que não foram finalizadas em sua universidade.

Durante o evento de inauguração do novo campus da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), em Osasco (SP), a estudante disse que “depois de muita luta e 14 anos de espera”, finalmente estava “presenciando a inauguração oficial de apenas metade da Unifesp Quitaúna”.

Segundo a universitária, há ainda outras melhorias que precisam ser feitas. “A Unifesp ainda não é de todos, todas e todes. Ainda não é nossa, no plural. Ainda é um caminho solitário para a maioria de nós e devemos trabalhar com a realidade. A luta continua em prol da outra metade do campus e melhores condições de permanência estudantil”, afirmou Jamilly.

A universitária, que deixou Lula e Janja constrangidos no palanque, ainda pediu a instalação de uma moradia estudantil para os alunos que moram fora da cidade e foi muito aplaudida ao encerrar sua fala.

Lula respondeu às críticas ao comparar a insatisfação de dirigentes sindicais com as conquistas após negociações. “Às vezes de 100 itens nós atendemos 99, e aí quando vamos em ato público para anunciar, ao invés do companheiro dirigente começar o discurso agradecendo as 99, ele vai reclamar de uma que não foi atendida”, disse.

Segundo o presidente, as obras ficaram paradas desde o final de seu 2º mandato por “falta de responsabilidade de governantes”.

Fonte: Poder360

Verifique também

Governo divulga mudança no comando do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco

O Governo de Pernambuco anunciou, nesta sexta-feira (19), mudança no comando do Corpo de Bombeiros Militar …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *